A peça do mês de junho de 2016 foi…

Máquina de balão

O balão de café ou cafeteira de vácuo, inventada em 1930 por “Loeff de Berlin”, foi em 1840 lançada com novo design pelo engenheiro escocês “Robert Napier”.
A máquina de balão é um acessório para a preparação de um café, que funciona segundo o princípio da expansão e contração dos vapores de água.
Uma máquina de balão é composta pelos elementos seguintes: dois vasos de vidro (normalmente arredondados), em que um deles tem um funil, um filtro e uma base. Eles ficam dispostos um em cima do outro, sendo que no vaso de vidro inferior fica a água quente e no superior os grãos de café moídos; uma vedação (geralmente, usa-se uma junta de borracha para unir o vaso de vidro superior com o inferior; ao fazê-lo impede-se o aparecimento de uma fuga de água ou de café na máquina de balão); um filtro que pode ser de vidro, papel, metal ou pano e uma fonte de aquecimento que pode ser um queimador de álcool de pano pavio, fogão a gás ou elétrico e um queimador específico de butano.
Este é um dos métodos mais antigos que é utilizado na preparação de um café e a maior parte das máquinas de balão mais conhecidas do mundo, são as que são produzidas e comercializadas pela Bodum, que é um fabricante especializado na produção de cafeteiras de sifão.
A preparação de um café de qualidade com uma máquina de balão, de vácuo ou de sifão, é um processo exclusivo e demorado. Para o fazer corretamente, é necessário cumprir algumas tarefas, tais como: moer corretamente os grãos de café (a moagem dos grãos de café é um dos passos mais importantes na preparação de um café com uma máquina de balão; o tipo de moagem mais indicado é a moagem fina, pois assim consegue-se preparar um café mais encorpado e saboroso; os grãos de café devem ser moídos no momento em que são utilizados, para que o café seja o mais fresco possível); colocar o filtro na devida posição (o filtro deve ser instalado no recipiente de vidro superior; ele fica no fundo do sifão e tem a missão de separar a água quente dos grãos de café moídos); adicionar água quente (para que a preparação de um café com uma máquina de balão seja mais rápida, deve-se colocar água quente no interior do recipiente de vidro inferior; existe uma marca específica no vaso de vidro que indica até onde a água quente deve ser adicionada); juntar os dois recipientes de vidro (os dois recipientes de vidro que constituem uma máquina de balão devem ficar bem encaixados um no outro; como tal, deve-se utilizar uma junta de borracha para os vedar e aperta-los com firmeza; esta etapa é de extrema importância, uma vez que possibilita a passagem de água quente do recipiente de vidro inferior para o superior); inserir o café moído no recipiente de vidro superior (os grãos de café moídos devem ser colocados no recipiente de vidro superior); aplicar a fonte de calor (depois de ter adicionado água quente no recipiente de vidro inferior, é preciso levá-lo a aquecer sobre uma determinada fonte de calor; ao fazê-lo, a água começará a ferver e inundará o recipiente de vidro superior, misturando-se com os grãos de café moídos; à medida que a água for fervendo e expandindo, a temperatura deve ser regulada e mantida entre os 90 e os 95 graus centígrados), remover a fonte de calor (quando o recipiente de vidro superior estiver cheio de água quente, é necessário remover a fonte de calor que está a aquecer o recipiente de vidro inferior para se iniciar a extração do respetivo café; quando a fonte de calor é removida, é criado automaticamente um vácuo de pressão negativa que puxa a mistura de café e água para baixo; à medida que a mistura vai descendo, as borras de café ficam retidas no respetivo filtro e o café fica alojado no recipiente de vidro inferior) e afastar o recipiente de vidro superior e servir o café (para terminar a preparação de um café numa máquina de balão, é necessário afastar o recipiente de vidro superior e servir o café que se encontra no vaso de vidro inferior).
O resultado final apresenta uma chávena de café muito apreciada por todos os amantes de café em todo o mundo.
A máquina de balão aqui apresentada foi doada por Jorge Manuel Ferreira da Silva.

DSCF4024

Informações retiradas de: www.anamiuda.com/2011/07/cafe-de-balao.htmle chavena.com/artigos/como-fazer-cafe-maquina-balao.

facebook-logo