São objetos provenientes da fábrica “Centro Vidreiro” (sucessora da primeira fábrica de vidro em Portugal, Quinta do Côvo). Existem objetos com diferentes características, nomeadamente: de uso doméstico (biberão, máquina de café, etc...), de laboratório (proveta, almofariz e pilão, etc...), de publicidade (copos com logótipos de instituições, etc...). É de salientar um cálice de vidro que se pensa ter sido um dos primeiros objetos lapidados para ser utilizado na capela da Quinta do Côvo.